Skip to content

Exercícios complementares – Prof. Nilo Mendes

24/11/2009

 

PREPAS 1 etapa

1 – (CESPE – PRODEST/2006-M) “ O “caso Pedrinho” (o garoto seqüestrado de uma família de classe média, em uma maternidade em Brasília), por exemplo, poderia ter passado despercebido por todos.”
( ) O termo “Pedrinho” é o sujeito sintático de “poderia ter passado despercebido por todos.”

2 – (CESPE – FR/SE/2006-M) “ Para alcançarmos o desenvolvimento sustentável é necessário o fortalecimento do capital social do país. É esse capital que ajuda a manter a coesão social, o que leva a uma sociedade mais aberta e democrática. Reflete também o grau de confiança existente entre os diversos atores sociais que formam as comunidades e a sua capacidade de estabelecer relações de cooperação e associação em torno dos interesses comuns…”
( ) A forma verbal “Reflete” tem como sujeito elíptico “esse capital”. 

3– (CESPE – CODEBA/2006-M) “ Tenho uma pequena força, o suficiente para garantir o pão nosso de cada dia, e mesmo alguma manteiga, o que não é pouco, neste país em que muita gente morre de fome”
( ) A expressão “ pequena força” é o sujeito de “o que não é pouco”.

4 – (CESPE – TCE/AC/2006-M) “Quando os cientistas políticos ensinam que, nas democracias modernas, pode travar, aludem a uma forma de pacto social ou controle tácito que permite a governabilidade.”
( ) A forma verbal “aludem” concorda com o sujeito da oração: “democracias modernas”.
( ) A palavra “que”, nas duas ocorrências em que aparece no trecho, exerce a função sintática de sujeito.

5 – (CESPE – SGA/SESACRE/2006-M) “…Nos casos em que não se constata uma urgência maior, o profissional encaminha a pessoa a uma unidade de saúde. Nas outras situações, define se é necessário o envio de uma ambulância básica ”
( ) O sujeito de “define” é “ a pessoa”.

6 – (CESPE – PMV/2007-M)“Os microbiologistas confessam ser incalculável o número total de espécies somando bactérias, protozoários e vírus aos tipos também microscópicos de fungos e algas.”
( ) O sujeito de “ser incalculável” é o “número total de espécie”.

7 – (CESPE – SAD/MT/2007-M) “Pensei em reescrever minha vida de trás para frente, de ponta-cabeça, mas não posso, mal consigo rabiscar. As palavras são manchas no papel, e escrever é quase um milagre… Sinto no corpo o suor da agonia, e o que se lê pouco antes do fim. Na margem da última página, estas palavras: “meia-noite é pouco”.
( ) Na oração “ Escrever é quase um milagre”, o termo “escrever” desempenha a função sintática de sujeito.

8 – (CESPE – SAD/MT/2007-M) “O Ministério da Educação pela pontuação surpreendente obtida na Prova Brasil, que mediu conhecimentos de 3.306.378 alunos de 4ª a 8ª séries. A professora já havia percebido que a turma melhorava desde o primeiro bimestre, mas explicações para o milagre veio agora…”
( ) Na oração “ A professora já havia percebido” “havia” está sendo empregado como verbo impessoal.

9 – (CESPE/2008-S)” Dentro de um mês tinha comigo vinte aranhas, no mês seguinte cinqüenta e cinco, em março de 1877 contava quatrocentas e noventa.”
( ) O verbo TER, na linha 1, está empregado no sentido de HAVER, EXISTIR, por isso mantém-se no singular, sem concordar com o sujeito da oração – “ vinte aranhas”.

10 – (CESPE – MMA/AGUA/2009) Esforços vãos. As partidas demarcadoras, as missões apostólicas, as viagens governamentais, com as suas frotas de centenas de canoas, e os seus astrônomos comissários apercebidos de luxuosos instrumentos, e os seus prelados, e os seus guerreiros, chegavam, intermitentemente, àqueles rincões solitários e armavam rapidamente no altiplano das “barreiras” as tendas suntuosas da civilização em viagem. Regulavam as culturas; poliam as gentes; aformoseavam a terra.
( ) No período “Regulavam as culturas; poliam as gentes; aformoseavam a terra” , o sujeito das orações é indeterminado.

1 – (CESPE )
“Da garrafa estilhaçada,
no ladrilho já sereno
escorre uma coisa espessa
que é leite, sangue…não sei.
Por entre objetos confusos,
mal redimidos da noite,
duas cores se procuram,
suavemente se tocam,
amorosamente se enlaçam,
formando um terceiro tom
a que chamamos aurora.”
( ) A palavra “cores” é empregada no plural porque se refere ao branco do “leite” e ao vermelho do “sangue”,que, depois de misturados, geram “um terceiro tom”.

2 – (CESPE – SERPRO/2008) “Todos os Estados promoverão a cooperação internacional com o objetivo de garantir que os resultados do progresso científico e tecnológico sejam usados para o fortalecimento da paz e da segurança internacionais, a liberdade e a independência, assim como para atingir o desenvolvimento econômico e social dos povos e tornar efetivos os direitos e liberdades humanas de acordo com a Carta das Nações Unidas.”
( ) Na linha 3, justifica-se a flexão de plural em “internacionais” pela concordância desse adjetivo tanto com “paz” quanto com “segurança”; se a flexão fosse de singular, as regras gramaticais seriam atendidas, mas a clareza do documento seria prejudicada.

3 – (CESPE-SEPLAG-Professor-2008) “VII Dialogar sobre dificuldades (investigação) apresentadas”
( ) Em VII, o substantivo entre parênteses, por estar ligado, pelo sentido, à palavra “dificuldades”, deveria ter sido flexionado no plural, para que fosse estabelecida a concordância nominal no trecho.
(adaptação) 

4 – (CESPE-PETROBRÁS)A linha de lubrificantes Lubrax possui reconhecimento no mercado por sua alta qualidade e tecnologia. Começou a ser exportada para o mercado argentino em 1996. Em 2002,passou a ser produzida na fábrica de Avellaneda, região metropolitana de Buenos Aires. Internet: (com adaptações).
Com relação ao fragmento de texto acima, julgue os itens.
( ) A forma verbal “Começou” está no singular porque concorda com “A linha” .
( ) As palavras “exportada” e “produzida”estão no gênero feminino porque concordam com “A linha”.

5 – (CESPE –MPOG/2008-S) “As chamadas cidades globais fornecem a infraestrutura de que a economia mundial necessita para as suas transações. Fazem parte dessa infra-estrutura, entre outros,
o sistema bancário, hoteleiro, de telecomunicação, bem como aeroportos, segurança. Precisa haver um número significativo de pessoas qualificadas e competentes para dar conta de todos os serviços demandados para a realização das grandes transações econômicas, manipulações das bolsas de valores, transferências bancárias, entre outras.
( ) Mantendo-se a correção gramatical e o sentido da sentença, no trecho “o sistema bancário, hoteleiro, de telecomunicação” (l.3), a expressão sublinhada poderia receber a flexão de plural: os sistemas.

Concordância Nominal Outras bancas

1- (CESGRANRIO-ADM./2008-S)Segundo a norma culta, há ERRO de concordância na opção
(A) A revista custa caro.
(B) Os funcionários estão meio descrentes.
(C) As equipes devem estar sempre alerta.
(D) Às faturas estão anexo as listas de preço.
(E) Todos chegaram ao continente salvo ele.

2 – (CESGRANRIO-AG.JUD./2008-S) Indique a opção na qual a concordância nominal está adequada.
(A) Alguns pseudos-ecologistas se opõem ao Bolsa-Floresta.
(B) Há partes da floresta que estão menas devastadas que outras.
(C) Visto a grande devastação, alguma atitude deve ser tomada.
(D) Seguem anexo os documentos para a certificação.
(E) Todos devemos ficar alerta para salvar a Amazônia.

3 – (CESGRANRIO-TERMOAÇU/2008-S) A cidade ___________ morta, o frio e a fome ___________ inclementes deixavam os pescadores mais ______ . De acordo com a norma culta da língua, as palavras que
completam a frase são
(A) meio – bastante – só
(B) meio – bastante – sós
(C) meio – bastantes – sós
(D) meia – bastante – só
(E) meia – bastantes – sós

Concordância Verbal Verbos Impessoais CESPE

1 – (CESPE – PMES) “…um passo nesse sentido é o aparecimento da máquina ultrashape. Não há cânulas nem agulhas no procedimento, apenas ondas de ultra-som…”
( ) A correção gramatical da oração será mantida se, no trecho “Não há cânulas nem agulhas” a forma verbal “há” for substituída pela forma verbal existe.

2 – (CESPE-ANATEL/2009)”Não se trata de supor que há, de um lado, a coisa física ou material e, de outro, a coisa como ideia e significação.”
( ) Devido à organização da estrutura linguística em que ocorre a forma verbal “há” (l.1), sua substituição por existe respeitaria as regras gramaticais.

3 – (CESPE-TCE/TO)”A fuga repetia-se, entretanto. Casos houve, ainda que raros, em que o escravo de contrabando, apenas comprado no Valongo, deitava a correr, sem conhecer as ruas da cidade”
( ) No trecho “Casos houve, ainda que raros”, a forma verbal “houve” é substituível por houveram, sem prejuízo para a correção gramatical e para o sentido original do texto.

4 – (CESPE – TRT 17.ª Região/ES/2009) “Tem equipes estudando o uso de células-tronco para tratamento da calvície”,
( ) O sentido do verbo “ter” equivale semanticamente, no texto, ao sentido da forma verbal ‘Há’.

5 – (CESPE – SERPRO/2008) “Com ele, ler o mundo tornou-se virtualmente possível, haja vista que sua natureza imaterial o faz ubíquo por permitir que seja acessado em qualquer parte do planeta, a qualquer hora do dia e por mais de um leitor simultaneamente”
( ) Na linha 1, a flexão de feminino em “haja vista” deve-se à concordância com a palavra feminina “natureza”.

6 – (CESPE –MPOG/2008-S) “As chamadas cidades globais fornecem a infraestrutura de que a economia mundial necessita para as suas transações. Fazem parte dessa infra-estrutura, entre outros,
o sistema bancário, hoteleiro, de telecomunicação, bem como aeroportos, segurança. Precisa haver um número significativo de pessoas qualificadas e competentes para dar conta de todos os serviços demandados para a realização das grandes transações econômicas, manipulações das bolsas de valores, transferências bancárias, entre outras.
( ) Seria privilegiada a concisão do texto se, no trecho “Precisa haver um número significativo de pessoas qualificadas e competentes” , o segmento sublinhado fosse suprimido. Nesse caso, no entanto, seria necessária a alteração de “Precisa haver” para Precisam haver.

7 – ( CESPE- PMDF/2009-S) “O mundo hoje está pior? Vamos compará-lo com o de um século atrás. Jamais houve tanta liberdade e o crescimento das democracias foi extraordinário”.
( ) A substituição do verbo impessoal haver, na sua forma flexionada “houve” (l.1), pelo verbo pessoal existir exige que se faça a concordância verbal com “liberdade” (l.2) e “crescimento” (l.5), de modo que, fazendo-se a substituição, deve-se escrever existiram.

 
Pré_PAS 3 etapa
Funções do Quê

(CESGRANRIO-ADM./2008-S) 
MANDE SEU FUNCIONÁRIO PARA O MAR
Tudo que o aventureiro americano Yvon Chouinard
faz contraria dez entre dez livros de negócios. Dono de
fábrica de roupas e artigos esportivos, ele pergunta a
seus clientes, numa etiqueta estampada em cada roupa:
você realmente precisa disto? Alpinista de renome,
surfista e ativista ecológico, ele se levanta de sua mesa
e incita os 350 funcionários da sede da empresa, na
cidade de Ventura, na Califórnia, a deixar seus postos
e pegar suas pranchas de surfe tão logo as ondas
sobem. Aos 67 anos de idade, ele vai junto. Resultado:
a empresa, que faturou US$ 270 milhões em 2006, foi
considerada pela revista Fortune a mais cool do mundo,
em uma reportagem de capa.
Isso não quer dizer que seus funcionários sejam
preguiçosos, apesar do ambiente maneiro. A equipe é
motivada e gabaritada, como o perfeccionismo do dono
exige. Para cada vaga que abre, a companhia recebe
cerca de 900 currículos – como o do jovem Scott
Robinson, de 26 anos, que, com dois MBAs no bolso e
passagens por outras empresas, implorou para ser
aceito como estoquista de uma das lojas (ganhou o
posto). Robinson justificou: “Queria trabalhar numa
companhia conduzida por valores”. Que valores são
esses? “Negócios podem ser lucrativos sem perder a
alma”, diz Chouinard.
Essa alma está no parque de Yosemite, onde, nos
anos 60, Chouinard se reunia com a elite do alpinismo
para escalar paredões de granito. Foi quando começou
a fabricar pinos de escalada de alumínio, reutilizáveis,
uma novidade. Vendia-os a US$ 1,50. Em 1972, nascia
a empresa, com o objetivo de criar roupas para esportes
mais duráveis e de pouco impacto ao meio ambiente.
A filosofia do alpinismo – não importa só aonde você
chega, mas como você chega – foi adotada nos
negócios. O lucro não seria uma meta, mas a
conseqüência do trabalho bem-feito. A empresa foi
pioneira no uso de algodão orgânico (depois adotado
por outras marcas), fabricou jaquetas com garrafas
plásticas usadas e passou a utilizar poliéster reciclado.
Hoje, o filho de Chouinard, Fletcher, de 31 anos,
desenvolve pranchas de surfe sem materiais tóxicos
que diz serem mais leves e resistentes que as atuais.
Chouinard, que se define como um antiempresário, virou
tema de estudo em escolas de negócios. Quando dá
palestras em Stanford ou Harvard, não sobra lugar.
Nem de pé.Revista Época Negócios. jun. 2007. (Adaptado)
Assinale a opção cuja classe gramatical do que difere da dos demais.
(A) “que faturou US$ 270 milhões em 2006,” (l. 11)
(B) “…que seus funcionários sejam preguiçosos, apesar do ambiente maneiro.” (l. 14-15)
(C) “…que abre,” (l. 17)
(D) “que, com dois MBAs no bolso e passagens por outras empresas, implorou…” (l. 19-20)
(E) “que se define como um antiempresário,” (l. 43-44)

Partícula SE

(FUNIVERSA/PC/2009-S) Assinale a alternativa em que a palavra “se” possui a mesma função sintática que em “que se situam no pelotão de frente da economia e do conhecimento” (linhas 5 e 6). 
Texto: “ O país mais desenvolvido do mundo, aquele em que a ciência e a tecnologia mais contribuem para gerar riqueza, é também — entre as poucas dezenas de 
nações que se situam no pelotão de frente da economia e do conhecimento…” 

(A) “aprende-se com os resultados da ciência” (linha 33). 
Texto : “aprende-se com os resultados da ciência…”

(B) “se defrontam com mentes impermeáveis a seu trabalho de erosão de mitos e de construção de um mundo diferente” (linhas de 35 a 37). 
Texto: “…mas o espírito científico — ou os inúmeros e conflitantes espíritos 
científicos — se defrontam com mentes impermeáveis a seu trabalho de erosão de 
mitos e de construção de um mundo diferente.”

(C) “Nele se praticam atos que têm o homem como autor e como destinatário” (linhas de 43 a 45). 
Texto: “… chamaremos aqui agir: o mundo humano é o da práxis. Nele se praticam 
atos que têm o homem como autor e como destinatário, como sujeito e como objeto.

(D) “Com efeito, os humanistas discutem se é preferível a vida contemplativa do sábio ou do cientista” (linhas de 53 a 55). 
Texto: “…Com efeito, os humanistas discutem se é preferível a vida contemplativa 
do sábio ou do cientista…”

(E) “Exemplar desse debate é a primeira parte da Utopia, de Thomas Morus, como se sabe escrita depois da segunda parte.” (linhas de 60 a 62).
Texto: “…Exemplar desse debate é a primeira parte da Utopia, de Thomas Morus, como se sabe escrita depois da segunda parte. Nesta última, expõe-se como seria a ilha de Utopia, o primeiro regime “comunista” do mundo moderno.”

(FCC-Metrô-analista/2008-S) Na exposição se percorre uma longa trajetória … (1o parágrafo) 
O segmento grifado acima pode ser corretamente substituído, sem alteração do sentido original, por: 
(A) foi percorrido. 
(B) é percorrida. 
(C) vai-se percorrer. 
(D) tinha percorrido. 
(E) deve ser percorrida.

Partícula SE

1 – (CESPE –TRT/ES) “ Podem ser fios demais caídos no travesseiro. Ou fios de menos percebidos na cabeça ao se olhar no espelho. No fim das contas, o resultado é o mesmo: você está perdendo cabelo.”(…) “Se tanta companhia não vale como consolo, a vantagem de ter muita gente sofrendo com o problema é que isso estimula as pesquisas científicas. “
( ) Nas linhas 2 e 3, cada ocorrência da partícula se pertence a uma classe de palavra diferente.

2 – (CESPE – ANATEL/2009) “Até meados do século XX, prevalecia, entre os antropólogos, a ideia de que a família nuclear era uma instituição apenas cultural. Hoje se acredita que a família nuclear tenha-se estabelecido por trazer vantagens evolutivas. Várias hipóteses apontam nesse sentido. A relação estável também ganhou espaço porque, entre humanos, criar um filho não é fácil.”
( ) O pronome “se”, tanto em “se acredita” (l.2) como em “tenha-se estabelecido” (l.2), tem função de marcar a indeterminação do sujeito da oração.

3 – (CESPE – ANATEL/2009) “Os homens, ao produzirem seus meios de vida, produzem a si mesmos, em um infinito processo de autoconstrução.” Vânia Noeli F. de Assunção. Karl Marx: teoria e práxis de um gênio das ciências sociais.Internet: .
( ) Respeitam-se a coerência da argumentação e as regras gramaticais ao se usar produzem-se em lugar de “produzem a si mesmos” (l.1).

4 – (CESPE – PML/SP)“Estima-se que existam hoje 500 mil catadores de lixo no Brasil.”
( ) O “se” tem valor reflexivo.

5 – (CESPE – PMDF/CHOAEM)“Hoje os especialista se debruçam sobre a intensidade ideal…”
( ) O pronome “se” pode ser omitido sem prejuízo para o sentido e a correção gramatical do período.

6 – (CESPE – MI) “…porque permite que a pessoa elabore a mensagem e se comunique por meio de um código comum ao conjunto da sociedade…”
( ) Em “se comunique”, o termo “se” indique que o sujeito da forma verbal é indeterminado.

7 – (CESPE – PCES)“… pode-se afirmar com segurança que o Brasil avançou significadamente na questão dos direitos humanos…”
( ) O pronome “se” em “ pode-se” indica reflexividade.

8 – (CESPE – F.R)“As comunidades não se tornam cívicas por serem ricas.”
( ) O emprego do “se” indica sujeito indeterminado. 

9 – (CESPE – DOCAS/PA) “…para se ter ideia do perigo, basta seguir a trajetória das notas de dólar…”
( ) A retirada da partícula “se” provocaria erro gramatical e, consequentemente, incoerência no texto.

10 – (CESPE – PM/RB)“Para tornar-se um dos maiores defensores da Amazônia, ele incorporou uma espécie de político.
( ) Em “tornar-se”, o pronome “se” indica indeterminação do sujeito.

11 – (CESPE – PM/RB) “ O Brasil é campeão mundial de agrobiodiversidade. Estima-se que somente a Amazônia detinha mais de 25% da biodiversidade vegetal e animal do planeta.
( ) Em “estima-se”, o sujeito está oculto 

12 – (CESPE – PM/RB) “Os brasileiros revoltaram-se com tal providência, o que resultou na disseminação de vários conflitos.
( ) Em “ revoltaram-se”, a partícula “se” indica sujeito indeterminado.

13 – (CESPE – TER/TO) “ Mais uma vez, antes mesmo de tomarem posse, dezenas de parlamentares se mobilizaram para deixar de lado as legendas…”
( ) O termo “se”, em “mobilizaram-se, tem a função de indeterminar o sujeito.”

14 – (CESPE – SEAD)“ É fundamental que o conciliador se apresente humildemente para auxiliar as partes.”
( ) Em “ se apresentem”, a partícula “se” indica sujeito indeterminado.

15 – (CESPE – SEAD) “Conta-se que ficou tão encantado quanto indignado ao saber que não pertenciam ao Brasil.
( ) Em “Conta-se”, o “se” indica voz reflexiva.

16 – (CESPE – TSE/2006) “ Tentam-se acordos, dividindo os deputados…”
( ) A substituição de “Tentam-se” por – são tentados – prejudica a correção gramatical do período.

17 – (CESPE-MRE/2008-M)“Para aferir a longevidade, o indicador se vale da capacidade de vida ao nascer…”
( ) Em “se vale”, o “se” indica sujeito indeterminado.

18 – (CESPE-MRE/2008-M) “ O dólar minguante reduz o número de empresas locais capazes de competir com rivais estrangeiras. Vai-se concentrando em apenas dois seguimentos – agropecuária e mineração – a competitividade dos produtos nacionais.
( ) A substituição de “ Vai-se concentrando” por – vai sendo concentrado – mantém a correção gramatical do período.

19 – (CESPE-TSE/2008-S)“Baseando-se unicamente nessa perspectiva, pode-se supor que a sociedade tecnológica seria caracterizada por um contexto no qual o trabalho passaria a ser uma necessidade exclusiva da classe trabalhadora.”
( ) Mantém-se a noção de voz passiva, assim como a correção gramatical, ao se substituir “ seria caracterizada” por – caracterizaria-se. 

20 – (CESPE-DFTRANs/2008-S)“Acho que se compreenderia melhor o funcionamento da linguagem supondo que o sentido é um efeito do que dizemos, e não algo que existe em si, independentemente da enunciação, e que envelopamos em um código também pronto. Poderiam mudar muitas perspectivas: se o sentido nunca é prévio, empregar ou não um estrangeirismo teria menos a ver com a existência ou não de uma palavra equivalente na língua do falante. O que importa é o efeito que palavras estrangeiras produzem. Pode-se dar a entender que se viajou, que se conhecem línguas. Uma palavra estrangeira em uma placa ou em uma propaganda pode indicar desejo de ver-se associado a outra cultura e a outro país, por seu prestígio”. Sírio Possenti. A cor da língua. Mercado das Letras, 2002.
( ) “ Para se manter o paralelismo com o primeiro e o último período sintáticos do texto, o segundo período também admitiria uma construção sintática de sujeito indeterminado, podendo ser alterado para: “ Poderia se mudar muitas perspectivas…”

21 – (CESPE – STF – Téc. Jud.-M) “ O consumo das famílias deverá crescer 7,5% neste ano, tornando-se um dos principais responsáveis pelo crescimento do produto interno bruto…” 
( ) A partícula “se” em “ tornando-se”, indica que o sujeito da oração correspondente é indeterminado.

22 – (CESPE-TST/2008-M) “ Gente boa em inclusão social é o que se quer…”
( ) O pronome “se” indicativo que o sujeito é indeterminado, refere-se à “Gente boa”.

23 – (CESPE – PCES – 2009) “ Muitos pais querem saber que atitudes tomar quando o filho se desentende com amigos ou colegas,quando chega em casa com marcas de briga, quando tem o costume de dirigir palavrões aos outros etc.”
( ) Se, no primeiro parágrafo, “o filho” (R.2) estivesse no plural, as concordâncias corretas dos verbos que têm essa expressão como sujeito seriam se desentendem, chegam, têm.

24 – (CESPE – INPE – 2009) Para os gregos — e mais tarde para os pensadores medievais — a ciência era uma especulação teórica, desligada da prática. A postura de desprezo pela técnica se devia ao fato de que, nessas civilizações, as atividades manuais eram ofício de escravos ou de servos, o que significava uma desvalorização delas. Decorre daí que a ciência, como “saber contemplativo” — isto é, como pura teoria — se achava vinculada à reflexão filosófica. Filosofia é uma palavra de origem grega que significa “amor à sabedoria” e na Antiguidade representava um tipo de conhecimento superior e mais geral, alcançado pelo “sábio”, capaz de abranger o conhecimento da época, levando toda interrogação à busca das essências. Durante muitos séculos — toda a Antiguidade e a Idade Média —, não se fez distinção entre filosofia e ciência. Dessa forma, pode-se dizer que qualquer cientista, em certo momento de seu trabalho, pode parar para refletir sobre questões propriamente filosóficas. O bom cientista, no sentido humano da palavra, deve ser aquele que também indaga sobre os fins a que se destinam suas pesquisas. Samuel Murgel Branco. O saber científico e outros saberes. In: Márcia Kupstas (Org.). Ciência e tecnologia em debate. São Paulo: Moderna, p. 23-5 (com adaptações).
a) ( ) A função de sujeito sintático ocupada pelo pronome “se” (l.2) justifica a flexão de singular em “devia” (l.2).

25 – (CESPE – Tec.Jud.TRE/GO/2009) Até hoje, os que estão de um lado ou de outro veem o processo civilizatório como uma consequência de um tripé sinérgico em que avanço técnico, igualdade e liberdade articulam-se positivamente, cada um como um vetor que induz o outro a crescer. Em nossos dias, porém, essa sinergia morreu e o avanço técnico, longe de construir a igualdade, está ampliando a desigualdade e, em lugar de ampliar o número de pessoas livres, está limitando a liberdade a poucos (mesmo nesses casos, trata-se de uma liberdade condicionada, consumida nos engarrafamentos de trânsito, nos muros dos condomínios).Cristovam Buarque. Os círculos dos intelectuais. In: Ari Roitman (Org.).O desafio ético. Rio de Janeiro: Garamond, 2000, p. 109 (com adaptações).
a) ( ) Na linha 6, a flexão da forma verbal, no singular, em “trata-se”, deve-se à concordância com “uma liberdade”.

About these ads
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: